RSS
Facebook
Facebook
Pinterest
Pinterest
Instagram

Olá, caminhantes,

Recentemente chegou às minhas mãos um livro chamado Nunca é Tarde Demais, da Julia Cameron (Fontanar, 2016). Ele trata sobre a vida criativa (e cheia de propósito) que podemos ter mais tarde na vida. O curioso é que no mesmo dia eu e uma amiga estávamos conversando sobre isso, sobre sermos dinossauros em um mundo tão corrido. Eu saí da faculdade no ano em que os PC´s estouraram. Praticamente tudo que aprendi se tornou obsoleto assim que peguei o canudo.
Mas deu tudo certo no final, tanto para mim quanto para os 40 publicitários daquela turma de 1999. Credito nossa resiliência à ela, o equipamento mais perfeito de nosso aparato, a instância salvadora que veio para nos ajudar na época e continua a vir, sem cessar: a criatividade.

O lance é que com criatividade, a vida dá certo. Sem ela, a vida não dá.

Na conversa com minha amiga, chegamos à conclusão que éramos um pouco azaradas. A galera que veio depois da minha geração chegou bem mais equipada para o mundo digital / conectado / globalizado. Só que, pensando melhor, a galera de hoje está no mesmo barco que eu, minha amiga ou meus 40 colegas publicitários. O mundo está mudando de um modo que ninguém mais consegue acompanhar. As novidades estão em todos os campos, e todas elas revolucionam o mesmo tanto que tornam tudo obsoleto num piscar de olhos. Bem, quase tudo. Continuam-se destacando os criativos e inovadores, independente da idade. Aqueles que se repensam e se reescrevem a todo instante.

Mas voltando ao ponto desse e-mail, quero dizer que a Julia Cameron (uma dinossaura que há 25 anos encanta jovens e idosos que sonham em criar) traz grandes verdades nesse livro. O melhor tipo de verdades, eu diria: o do tipo eterno e imutável.
Ela ensina a cultivar a criatividade, essa eterna “escada para sair de poços.” Ensina também como nos reinventar, como despertar o encanto dos primeiros anos e resgatar, em doze passos, nossa capacidade de domar esse mundo.
São doze lições que eu passarei adiante por puro amor pelo tema, porque me senti revitalizada lendo, porque acredito que funciona para mim e pode funcionar para você também (para comprar o livro, clique aqui, aqui ou aqui).

Nem sempre vou acertar nesse mundo cada vez mais digital, mas posso manter acesa a chama da curiosidade, da inovação e do espírito de busca. Isso não garante o futuro que almejo, mas definitivamente vai fazer minha viagem ficar mais divertida.

Espero que venha comigo!

O primeiro post no site vem na segunda, dia 27, mas começarei antes (e de forma condensada) no Instagram e no Twitter.

Um beijo e até lá!

Karina

RSS
Facebook
Facebook
Pinterest
Pinterest
Instagram

Deixe um comentário