RSS
Facebook
Facebook
Pinterest
Pinterest
Instagram

“Não há maior agonia do que carregar uma história não contada dentro de você”.
-Maya Angelou

Você já se sentiu agoniado(a) por não saber o que fazer da vida?
Por não saber onde se encaixa, quem é sua tribo ou mesmo como se destacar no meio dela?
Por um acaso já se perguntou por que certas pessoas são tão seguras e certas sobre quem são, o que querem, e como isso as faz chegar mais rápido onde precisam chegar?

Se sim, você não está sozinho.

A jornada desse século é a busca por nós mesmos. Estamos perdidos em meio ao ruído, à enxurrada de informações e acontecimentos, e sabemos cada vez menos quem somos e o que estamos fazendo aqui.

Mas como chegar a essas respostas? Que caminho tomar?

Essa é uma peregrinação que aponta para o interior, e o jeito mais seguro de chegar lá é através da escrita.

A escrita é uma linha direta para o nosso eu mais profundo, para entender quem e por que somos como somos. Pode revelar o que não sabíamos ( ou que sabíamos que sabíamos) ou abrir as portas para uma maior conscientização de tudo o que se encontra dentro e ao nosso redor.

Escrever nossa narrativa pessoal é uma maneira maravilhosa de obter clareza, estar presente e ser testemunha de sua própria vida,  diz Nancy Slonim Aronie, autora de Writing from the Heart (Escrevendo do coração, sem tradução para o português). Segundo ela, o que torna a escrita uma ferramenta poderosa para a autodescoberta é a capacidade de direcionar a mente: o ato de moldar palavras funciona como um mantra – um ponto de consciência em torno do qual estruturamos uma experiência meditativa. “O processo de escrita exige um certo silêncio que o resto do dia muitas vezes não permite.”

“Normalmente, não no concentramos o suficiente para obter nossas próprias respostas, exceto quando entramos no transe de escrever,” afirma Eric Maisel, escritor e coach criativo. Ele ensina ainda o que chama de “escrita de diário focada”, na qual você aprende mais sobre seu processo de escrita e suas prioridades de vida, respondendo a um conjunto específico de perguntas. “Muitas vezes não é até que obtenhamos no papel que identificamos as experiências que consideramos significativas”, diz Eric. “Muitas vezes, essas experiências se agrupam em categorias, como criatividade, serviço, ativismo ou relacionamentos […] “Construímos nossa realidade em torno de histórias, mas também conseguimos mudar o rumo destas. Nós conseguimos decidir quem queremos ser e quais valores queremos deixar para trás”.

Mas como iniciar esta jornada de autodescoberta?

O conselho de todos é: palavra por palavra.

Seguindo a tendência crescente de escrever para buscar respostas, deixo aqui um exercício de autoconhecimento inteiramente grátis e simples. Tudo que você precisa é de uma jarra de vidro, papel para impressão, tesoura e esse arquivo aí, anexado. Imprima as perguntas, recorte e coloque na jarra! Antes de sair de casa ou assim que acordar, retire um prompt da jarra e escreva o que é solicitado!
Guarde as respostas e veja com seus próprios olhos como algumas das respostas que você procura começarão a aparecer no papel.

 

Clique aqui para abrir a página de promptsA História de Você

 

Entrevistas tiradas de Kripalu Center for Yoga & Health

 

 

RSS
Facebook
Facebook
Pinterest
Pinterest
Instagram

Deixe um comentário